quarta-feira, 17 de abril de 2013

Pé ante Pé


Reviro-me na cama…
Enrolo-me nos lençóis…
Lençóis onde ainda sinto a tua presença
Presença que me levou ao êxtase…
Quando chegaste sedutora…
Pé ante pé, nesse vestido justo…
Que foi caindo a teus pés…
Deixando á vista esse corpo que desejo…
Corpo de longas curvas tentadoras…
Que minhas mãos desejam e meus lábios anseiam
O gosto da tua pele o teu perfume…
Que fica na minha cama no meu corpo
Na minha alma…
Ainda sinto tuas caricias teus beijos na minha pele
Ternos,  doces, que me fazem vibrar
De desejo, tesão, vontade de ti…
De te sentir em mim…
Sentir tua língua deslizando na minha pele
Como água no leito de um rio…
Percorrendo-me, provocando-me, desejando-me
Sentir tuas mãos no meu sexo, acariciando-o
Beijando-o, deixando-o louco por te explorar
Penetrar, estar em ti, sentir-te…
Ate que num louco momento de prazer
Explodirá inundando-te com o seu néctar do amor


5 comentários:

  1. bela prosa ....
    repleto de sentidos e sabores . parabéns pelo texto .
    beijo

    ResponderEliminar
  2. Um olhar masculino acerca do desejo e da luxúria. Gostei!

    Beijo d'(Ela)

    ResponderEliminar