domingo, 27 de abril de 2014

Pela calada da noite

Pela calada da noite 
Entro pela tua janela 
Não como um ladrão qualquer 
Mas como alguém que te quer amar 

Chego junto da tua cama, onde dormes 
Colo-me a ti, com um beijo de desejo 
Acordas e sorris… 
Sem palavras 
Nossos olhares falam por nós… 

Com o desejo que nos consome 
Nossas bocas se unem, línguas se acariciam 
Mãos loucas percorrem nossos corpos… 
O desejo, a paixão, corpos que se encaixam na perfeição 

O toque suave da tua pele… 
O doce sabor dos teus lábios… 
O néctar da tua fonte escondida… 
Levam-me para lá do imaginário… 

Noite louca em que te tornas minha… 
E eu sou teu… 
Onde se entregamos sem limites… 
Noite de longos prazeres… 
Chega a manhã, sinto-te nos meus braços 
Amada, acarinhada… 
Repousas em meu peito como um travesseiro… 
Como é bom acordar contigo assim… 

Abro os olhos… 
Já não estas nos meus braços… 
Mas tenho teu gosto nos meus lábios… 
De um beijo rápido de despedida… 
O teu perfume no meu nariz 
Tua face desenhada no meu peito… 
Tuas mãos marcadas no meu corpo… 

Saíste do meu sonho… 
Mas as tuas marcas ficaram 
Estão para sempre guardadas na minha memória…

1 comentário:

  1. As marcas na pele são difíceis de esquecer. :)
    Muito bom. :)
    Beijos

    ResponderEliminar